Variedades de Castas

Utilizamos sete variedades de castas no Rocaille. Estas são combinadas para produzir as nossas quatro variedades de vinho.

As escolhas de castas são:

Tinta Roriz – Uma casta que tem tendência a ser misturada com outras (como fazemos com o vinho Rocaille) e é típica da região do Vale do Douro. Pode criar vinhos tintos vivos e ricos que combinam elegância e robustez, com abundante sabor a frutos vermelhos e especiarias. As videiras são muito vigorosas, produtivas e adaptam-se bem a diferentes climas e solos, embora prefiram climas quentes e secos em solos arenosos ou argila-calcário. As condições quentes e solo arenoso de que dispomos na Quinta proporcionam as condições ideais de cultivo desta casta.

Sousão Conhecida pela sua acidez mordaz e cor escura opaca, esta casta é típica da região do Vinho Verde. Ao contrário da maioria das uvas tintas, onde a maior parte da cor vem da pele, Sousão também tem polpa tinta, conferindo um sumo muito tinto. Isto escurece ainda mais e intensifica em cor durante o processo de maceração. Utilizamos uma pequena percentagem de Sousão na nossa mistura de vinho Tinta Roriz + Sousão + Cabernet Sauvignon, o que ajuda a conferir uma bela profundidade de cor e uma “reviravolta” de sabor adicional.

Cabernet Sauvignon – Embora seja uma das castas de vinho tinto mais vastamente reconhecidas do mundo, não é típica do Vale do Douro. No entanto, descobrimos que cresce muito bem no nosso local. Utilizamos esta casta como parte de uma das nossas misturas de vinho tinto para conferir uma profundidade adicional de caráter e interesse ao vinho. Cabernet Sauvignon tem um nível elevado de taninos, o que ajuda a dar estrutura e complexidade. Os componentes aromáticos e de sabor mais comuns são ameixa, cereja preta, amora, mirtilo, especiarias quentes, baunilha, pimenta preta, tabaco e pode dar um sinal de aromas de couro.

Syrah Esta casta não é habitual em Portugal. Tal como com a nossa escolha de Cabernet Sauvignon, descobrimos que a Syrah se dá muito bem nas nossas vinhas. Proporciona um vinho denso e encorpado, pesado e potente, mas suave e bebível. As características de sabor são frutos negros, violetas e notas de amora, mirtilo, boysenberry, alcaçuz, chocolate, ervas e azeitonas.

ChardonnayEsta tem um dos perfis de prova e aromático mais amplos de qualquer casta. Na sua forma pura, proporciona um vinho magro, mineral e seco com sabores de bagas, frutos e citrinos. Com envelhecimento em carvalho claro, estes sabores podem ser ampliados com tons de baunilha, manteiga, açúcar caramelizado, coco e pralinê.

ArintoTípica da região do Vinho Verde, Arinto é uma uva versátil e cultivada na maioria das regiões vinícolas de Portugal. Cria vinhos vibrantes com uma acidez viva e refrescante, frequentemente com uma qualidade mineral, assim como sabores suaves reminiscentes de maçã, lima e limão.

Loureiro Esta é uma das principais castas utilizadas na região do Vinho Verde. Os vinhos desta casta são brilhantes e apresentam aromas de pêssego, citrinos maduros e flores brancas. Quando combinado com a nossa casta Arinto, obtemos um fantástico vinho frutado, cítrico e floral. Uma experiência muito emocionante para o nariz e palato!

 
 

Copyright © 2021 Quinta do Outeiro.

Hide